Pós Graduação

Pós-graduação em Arteterapia de Abordagem Junguiana

Turma I

saiba mais

O que é:

A Arteterapia integra os conhecimentos advindos da Psicologia às atividades artísticas, trabalhando com o potencial terapêutico, pedagógico e de crescimento pessoal contido em todas as formas de Arte. Atividades expressivas tais como desenho e pintura, colagem, modelagem e escultura, dramatização, contar histórias, escrita criativa, poesia, música, dança e expressão corporal, meditação e visualização criativa, entre outras, são recursos utilizados pelo arteterapeuta para facilitar o reconhecimento de potenciais e desenvolvimento da criatividade, o tratamento do sofrimento psíquico e cuidados paliativos, o processo de ensino-aprendizagem, o autoconhecimento e a promoção da cultura de paz.

A utilização das diversas modalidades da arte como remédio para dores do corpo e da alma remonta a tempos imemoriais. Epidauro, cidade médica da Grécia antiga, era presidida por Asclépio, deus da Medicina, e antes dele pelo seu pai Apolo, condutor das musas, deus das artes, da profecia, da luz e da cura. As doenças eram vistas como decorrentes de causas mentais, e a cura só seria possível através da transformação íntima, para tanto buscava-se promover o autoconhecimento (gnôthi s’autón – conhece-te a ti mesmo). Os procedimentos terapêuticos envolviam a audição de poesia e concertos musicais, assistir a peças teatrais, práticas esportivas, e havia obras de arte por toda a parte. Carl Gustav Jung (1875 – 1961), fundador da Psicologia Analítica, também utilizava recursos artísticos tanto no tratamento de seus pacientes quanto em seu próprio processo de autoconhecimento e autocura.

Atualmente a Arteterapia está no CBO, que é a Classificação Brasileira de Ocupações, e foi incluída pelo Ministério da Saúde nas Práticas Integrativas e Complementares. A formação e Pós-graduação em Arteterapia oferecida pela Profa. Dra. Patrícia Pinna Bernardo em parceria com Nazaré-Uniluz segue os parâmetros da UBAAT (União Brasileira de Associações de Arteterapia) e atende às normas da AATESP (Associação de Arteterapia do estado de São Paulo).

Para quê:

O caminho da Arteterapia de abordagem junguiana nos abre e propõe uma nova forma de compreender o homem em seu relacionamento com o seu mundo interno, com o outro e com o meio ambiente. Uma prática afinada com a visão de uma ecologia da alma, ética, integradora e inclusiva, pacífica e respeitosa, da vida e de todas as nossas relações.

Os recursos arteterapêuticos podem ser utilizados de forma individual ou em grupo em diversos contextos, como em psicoterapia, na coordenação de oficinas de criatividade, em reabilitação, na educação, no trabalho comunitário e institucional, em empresas, podendo atender ao público de todas as faixas etárias: crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Esse curso, que é vivencial e teórico, visa capacitar o aprendiz a utilizar os diferentes recursos artísticos com propriedade e critério no trabalho terapêutico, preventivo, pedagógico e institucional, ampliando as possibilidades e o alcance de sua atuação profissional, além de desenvolver o seu potencial criativo. Através do embasamento teórico-vivencial fornecido, a partir das pesquisas dentro do campo da Arteterapia, os recursos artísticos poderão ser integrados à área de atuação e graduação de cada profissional, tendo em vista a promoção do desenvolvimento global e saudável do ser humano, ampliando também o seu campo de trabalho, já que poderá atuar em ateliês terapêuticos, instituições e/ou em equipes multiprofissionais como arteterapeuta.

admin-ajax-1-1-300x200
facilitador:

Equipe Docente

Confira a lista com todos os docentes ao baixar o programa completo.

Pinna
facilitador:

Patrícia Pinna

Psicóloga (USP), Arte-educadora (FAAP) e Arteterapeuta credenciada pela AATESP, Patrícia Pinna foi uma das primeiras arteterapeutas atuantes no Brasil. Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Mestre em Psicologia Clínica; Criou e coordena a Pós-Graduação em Arteterapia Aplicada, em Mitologia Criativa, Contos de Fadas e Psicologia Analítica, e em Mitodrama e Teatro Arquetípica.

partilhas

Paz, limpeza de toxinas emocionais, miasmas e tantas outras coisas que acumulamos no dia a dia por vibrarmos em frequências baixas. Acredito que o ritmo de Nazaré Uniluz, especialmente os horários de meditação e a relação com o silêncio ajudam a manter a proteção do lugar. Parece que quando entrei fui literalmente “limpado” energeticamente e, durante os dias, mais e mais alinhava meus centros de força, ao final, saí muito energizado.

Fernando

Recepção atenciosa e acolhedora. As acomodações revelam quanta beleza existe na simplicidade e quanta verdade existe no termo: "o menos é mais". Necessidades básicas plenamente atendidas e respeitadas. Ambiente limpinho, tela na janela deixada aberta para uma recepção arejada. Um pequeno ramo de lavanda deixado sobre a escrivaninha tornou palpável a atmosfera de amor que comigo ali permaneceu até o último dia de curso. Senti um ritmo harmonioso e muito bem ancorado em Nazaré Uniluz, encantadoramente capaz, entretanto, de compreender e respeitar a necessidade individual de um hóspede que opte, por exemplo, em permanecer silenciosamente em seu quarto quando "deveria" naquele momento específico estar na sala de meditação.

Aline

Considerações gerais

Mínimo necessário de 20 participantes para que o curso aconteça. Uma notificação será enviada aos interessados pela secretaria.

Play Video
Play Video

Nossas instalações

Conheça nossa Universidade antes mesmo de sua chegada.

assine nossa newsletter

Quer receber novidades de Nazaré Uniluz em primeira mão?

agenda

Nenhuma data disponível.